Carregando

Arquiteto X Engenheiro: Quais são seus papéis?

Embora a rixa histórica entre arquitetos e engenheiros civis já tenha virado piada e até motivo de discussão entre profissionais, ambas as profissões se complementam e são igualmente importantes em uma obra. Arquitetos e engenheiros podem trabalhar em muitas áreas, mas é na construção civil que eles normalmente atuam juntos.

Em termos gerais, contrata-se um arquiteto para a elaboração da planta construtiva, que trará a distribuição dos espaços internos da construção, do entorno e da fachada. Esse profissional faz o planejamento da utilização do espaço, de forma racional e funcional, de acordo com o perfil e rotina dos moradores. Envolve-se com questões ligadas à estética, à arte, o conforto e coordena a construção ou a reforma de edifícios, casas e imóveis, determinando quais materiais serão usados na obra. O arquiteto deve pensar sobre o uso do imóvel, a disposição dos móveis, ventilação e iluminação.

Ser um arquiteto exige criatividade e conhecimento bem específicos sobre conforto térmico e acústico, sustentabilidade, matemática, teoria e história da arquitetura e noções de cálculos estruturais. Seu campo de atuação é abrangente e lhe permite escolher diversos vieses para trabalhar, como por exemplo, paisagismo, design de objetos e móveis, comunicação visual, urbanismo, restauração, design de interiores, entre outros.

Já a tarefa do engenheiro civil é projetar, calcular, gerenciar e executar obras, construções e reformas de casas, prédios, viadutos, estradas, etc. Ele acompanha todas as etapas da obra, desde a análise do terreno até a definição dos tipos de fundação. Cabe a ele dimensionar as vigas e colunas, calcular a distribuição das cargas, especificar as redes de instalação elétrica e hidráulica do edifício, além da supervisão de prazos, custos, segurança e qualidade. O engenheiro garante a estabilidade da obra e sua segurança, calculando efeitos de mudanças de temperatura, vento e resistência dos materiais.

Em outras palavras, a grande diferença é que o arquiteto participa mais do ramo criativo, no planejamento da obra e elaboração de todo o projeto, buscando sempre a melhor solução para o usuário, enquanto o engenheiro civil participa ativamente da construção, na parte relacionada à infraestrutura.

A entidade profissional que regula a atividade dos arquitetos é o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), já para os engenheiros é o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA). Esses conselhos separam de forma correta os exercícios de cada profissão para atuar no mercado de trabalho. Tanto um quanto o outro obriga que o profissional, seja ele arquiteto ou engenheiro, acompanhe a obra durante todo período da construção, e que ambos os profissionais podem se responsabilizar por esta atividade.