Carregando

CASINHA DA MEMÓRIA

Construídas entre os anos de 1924 e 1925, os imóveis que formam o  Jornalista Benedicto da Silva Eloy eram utilizados como moradia por funcionários da estrada de ferro. Por sua importância histórica e arquitetônica, os imóveis foram cedidos à Prefeitura Municipal de Ourinhos e são administrados pela Secretaria Municipal de Cultura, abrigando a Casa do Artesão, a Casinha da Memória, o Espaço do Professor, o Acessa São Paulo, o Procon e a Casinha da Esquina. A produção algodoeira em Sorocaba tornava-se mais e mais pujante, de maneira que logo passou a ser inviável transportar o produto de mula, como era feito, até o porto de Santos. Assim, em 1870, empresários sorocabanos foram convidados a integrar a Companhia Ituana, que tinha planos de expandir a Estrada de Ferro Santos-Jundiaí de forma que a ferrovia passasse a atender também Itu. Os empresários sorocabanos, contudo, desejavam que os trilhos chegassem à Sorocaba, e, liderados por Maylasky, condicionaram a essa exigência a entrada de seu capital no empreendimento, no que não foram atendidos.

 

CASINHA DA MEMÓRIA

     É um espaço vinculado ao Museu Municipal de Ourinhos, criado para abrigar acervos relacionados à memória ourinhense e disponibilizá-los aos pesquisadores e a todas as pessoas interessadas em conhecer um pouco mais a história da cidade, por meio de um acervo formado por livros, coleções de fotos e de antigas publicações, mapas e arquivos audiovisuais.

 

MISSÃO

     Recuperar, valorizar e difundir a história de Ourinhos.

 

LOCALIZAÇÃO

     Praça Henrique Tocalino, 256,Centro, Ourinhos

INFORMAÇÕES DE CONTATO:

Telefone: (14) 3324-6244

Email: casinhadamemoria@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *